Conceitos e Questionamentos…Reflexão!

cropped-logo-juntos-internacional-e-alvorada.png

“O que me faz participar das reuniões semanais do Rotary?”

“Porque continuo a fazer parte do Rotary Club?”

“Precisamos lembrar constantemente o que nos faz permanecer na organização e o que nos motiva a continuar”.

“Muitas vezes perdemos nossa própria referência, e passamos a não dar importância ao que fazemos e nem onde estamos”.

É preciso que os rotarianos estejam motivados para frequentarem as reuniões semanais e os eventos rotários na região. 

“Cada um de nós rotarianos precisa valorizar o tempo que dedica ao Rotary, para fazer valer a pena as ausências na família, ou no trabalho”. 

“Assim sendo, é preciso querer estar no Rotary, gostar do que se faz e ajudar a cultivar um ambiente bom, harmonioso, prazeroso e divertido”

Alguns conceitos organizacionais fazem sentido, como, o do conhecimento da história do sino, ou, as diferenças entre: distintivo, pin e botton, e principalmente quando valorizamos a grandiosidade de nossa organização, e assim, conhecedores da nossa história passamos a nos comprometer mais, para com os propósitos rotários”.

Texto do Companheiro Márcio Medeiros – Coordenador Zona 22A e 23A da Imagem Pública

“Nem sempre sabemos o que é o Rotary e o que ele faz”.

“A partir do momento que passamos a conhecer mais sobre a organização, da qual fazemos parte, compreendemos alguns significados, e nossas reuniões passam a fazer sentido.

Passei a enxergar o Rotary com um outro olhar”.

“Antigamente via que beneficiávamos mais, as comunidades e agora vejo que o maior beneficiado sou eu”.

Compreendo melhor o significado da frase rotária:

“Mais se beneficia, quem melhor serve”.

“Só conseguirei beneficiar alguém, se eu estiver bem”.

Defendo a necessidade de proporcionar um bom ambiente, entre os associados, para que os reflexos positivos sejam vistos no serviço para a comunidade. 

Comentário do Presidente Rotary Club de Assis – José Aparecido de Lima

Texto copilado de:
Eficaz Comunicação Empresarial Ltda – ME
Telefone:(14) 98137.7189 (Vivo) 
E-mails: redacao@eficaz.jor.br ou atendimento@eficaz.jor.br
Site: www.eficaz.jor.br – Twitter: marciocmedeiros
Skype: marciomedeiros8020
www.facebook.com/EficazComunicacaoEmpresarial

Presidente do Rotary International fala sobre resgate de valores.

novo logo RI

presidenteRI

KR Ravindran – Presidente – Rotary International

O presidente do Rotary International, KR Ravindran, no encerramento do 38º Instituto Rotary Brasil, realizado no Rio de Janeiro, fez um alerta aos rotarianos brasileiros presentes ao evento que reuniu 1.115 rotarianos de todo o Brasil e exterior. Segundo o dirigente máximo da organização mundial, o Rotary precisa resgatar valores, apontar dirigentes por méritos e promover corte de custos em todos os sentidos. “É preciso enxergar o Rotary como enxergamos nossas empresas”, disse o líder rotário que participou do evento e admitiu estar entusiasmado com as atividades dos rotarianos no Brasil. “Fazia ideia de como o Rotary era forte por aqui, mas não tão intenso como verifiquei”, disse no discurso de encerramento.

Ao explicar os três pontos que considera importantes na gestão 2015-16, Ravindran (que é do Siri Lanka, associado do Rotary Club de Colombo) é preciso promover líderes que façam por merecer e que estejam preparados. “Uma liderança é percebida desde o princípio”, falou. “Não podemos colocar pessoas em cargos estratégicos e importantes pela simpatia ou por tempo de associativismo”, apontou ao exemplificar casos que promoveu ao colocar pessoas com competência em cargos importantes. “Em nossas empresas promovemos aqueles que fizeram por merecer, e monitoramos os resultados”, disse. “Não cumpriu metas estabelecidas, troca-se de líder”, falou em tom forte e sério.
Sobre os custos, Ravindran por diversas vezes durante o evento realizado em três dias, falou que o custo rotário não é caro, e sim a criação de eventos entre Presidentes e Governadores que encarecessem a atividade rotária. “Não é preciso inventar e sim, aproveitar as oportunidades capacitando melhor os rotarianos para os cargos e funções importantes”, falou ao anunciar uma economia de US$ 2 milhões em menos de dois meses de gestão. “Esse dinheiro é do rotariano e não do dirigente”, falou ao exemplificar o que tem exigido da equipe de trabalho que lidera. “Cada líder rotário tem que dar valor neste investimento, afinal, são os rotarianos que investem neste trabalho”, frisou ao ter uma conversa séria com os dirigentes brasileiros da organização neste sentido. 
A inversão de valores foi outro tema importante apresentado pelo Presidente do Rotary International. Ravindran contou como aconteceu a indicação dele para o cargo máximo da organização. Disse que fez algumas imposições como: recuperar valores rotários e enxugar os custos. “Faria isso em qualquer organização ou empresa que eu fizesse parte”, explicou ao lembrar da Prova Quadrupla, do caráter do rotariano e principalmente dos princípios éticos do ser humano e das classes sociais. “Precisamos ver no passado o que fez com que o Rotary se tornasse na maior organização não governamental e principalmente da credibilidade que detém”, evocou KR Ravindran que enquanto esteve no Rio de Janeiro participou de todas as sessões plenárias, respondeu perguntas, atendeu rotarianos, foi descontraído, agiu duramente com algumas situações e se reuniu com lideranças brasileiras constantemente.
Foram realizadas nove sessões plenárias e cinco grupos de trabalhos: Rotary em Ação, Ações de Sucesso no Brasil, Proteção do Planeta Terra, Rotary no Brasil e Fundação Rotária. “Houve uma participação intensa dos rotarianos do Brasil em todas as sessões e nos grupos de trabalho, mais do que esperávamos”, disse satisfeito o Diretor do Rotary International, o empresário José Ubiracy Silva, associado do Rotary Club do Recife, no Distrito 4500 do Rotary International, ao anunciar o próximo instituto para agosto de 2016 em Recife, Pernambuco.

 

Projeto Leitura na Praça – Distrito 4590.

Projeto Leitura na Praça – Parcerias:

cropped-rotary-club-campinas-alvorada-distrito-4590.png Logo Tigrinhos Comunidade Logo Tigrinhos Fundo Transparente Logo Golden Tigers JPEG Slide1

Logo_Brasinha-01Fundação Educar“Leitura na Praça” é um projeto distrital e todos os 45 municípios rotários, o realizam. Esse é um projeto do Distrito 4590 que foi realizado por Rotary Club Campinas Alvorada em parceria com TCEES – Tigrinhos Comunidade, Educando Educadores Sociais, Escola Tigrinhos, Escola Golden Tigers e Instituições Sociais. O objetivo desse projeto é o de promover o acesso e o incentivo à leitura em bairros afastados do centro e desprovido de estímulos culturais. A ideia é possibilitar num espaço amplo, em praças públicas, um lugar onde as crianças, adolescentes e até adultos possam explorar os livros, ouvir histórias, e escolher títulos para levar para casa, podendo até trocar com alguns livros já lidos e em bom estado. A meta é ter em cada uma das praças um grupo de educadores sociais voluntariamente que vão promover a contação de histórias, pinturas faciais e desenhos livres, entre outros estímulos. Este lindo projeto teve sua primeira edição em 2012, e agora se repete com uma grande diferença: foi realizado em três praças ao mesmo tempo.

Estes livros são de eventos organizados pelas instituições acima citadas, doados por inúmeras pessoas em feira do livro, pizza solidária e gincanas escolares (Colégio Lyon CampinasEscola Brasinha). Também contamos com a rica doação de livros da Fundação Educar Dpaschoal, através da Carolina da liderança jovem do Rotary – de 18 a 30 anos que prontamente nos atendeu.

Os títulos foram os mais variados possíveis, conseguindo agradar a todos os gostos. Em média foi levado para cada praça 600 exemplares entre livros de literatura infantil e gibis.

A primeira edição desse projeto aconteceu em 2012, e dessa veio com uma super novidade: foi realizado simultaneamente em três praças de Campinas: nos bairros Campo Grande, Padre Anchieta e São Marcos. Contamos com doação de livros, contação de histórias, pinturas faciais, entrega de pipoca  e algodão doce e espaço para desenho livre.

Esta foi uma experiência única e emocionante, principalmente pela importância do livro infantil na educação das crianças e adolescentes na qual erguemos a bandeira da introdução desse recurso como fonte de inspiração e de direcionamento nos conteúdos disciplinares, tanto na educação infantil quanto no ensino fundamental.

Tivemos a visita de muitas pessoas: crianças com os pais, irmãos, tios, tias, avós. Adultos passando e parando para escolher um livro para os filhos; adolescentes lendo gibis em grupos, senhoras explorando os livros… Não importa quem eram e o que estavam fazendo, o mais importante foi ver o que os livros ainda conseguem causar nas pessoas: admiração, interesse, curiosidade, diversão, fraternidade, entre outros lindos sentimentos.

Várias foram às cenas marcantes: crianças entusiasmadas escolhendo seus livros, ou melhor, não conseguindo decidir entre uma ou outra história (e sendo aconselhada a levar as duas), meninas e meninos admirados durante a leitura das histórias, um público animado e interagindo muito, a participação de voluntários e de crianças presentes, rostos pintados e alegres, pipoca e algodão doce para todos os lados, árvores cheia de livros, dando muitos frutos para os leitores, diversas crianças exercendo sua criatividade nos desenhos e pinturas nas mesas, exemplo de cidadania presente em inúmeras outras situações.

Experiência extremamente valiosa e que deveria ser vivenciada por todos os profissionais da educação.

Caso queiram saber mais detalhes ou ficar por dentro dos próximos eventos, acesse:

Weblog TCEES

http://tigrinhoscomunidade.wordpress.com

Weblog RCCA

http://rotaryclubcampinasalvorada.wordpress.com

Site Danieli Grandin Barbosa – Professora

http://www.oprazerdeeducar.com.br/#!Leitura-na-Praça/c21z7/4703CA03-0E1B-4CB2-A5BE-5A3AC500B8ED

Todos serão muito bem vindos!

Para finalizar, gostaríamos de fazer um agradecimento especial as instituições e educadores parceiros no projeto, Centro Assistencial Vedruna, Fundação Irmã Maria Ruth de Camargo Sampaio (FIRMACASA), Fundação Gerações (Creche Adélia Zorning), União Cristã Feminina, SPES – Serviço de Promoção Social da Paróquia São Paulo Apóstolo e Casa Maria de Nazaré/Casa dos Anjos.

Ainda um agradecimento especial a todos os participantes envolvidos direta ou indiretamente no projeto.

Texto de Danieli Grandin Barbosa (Professora e Voluntária no projeto Leitura na Praça)

Adaptação de Jamir Rodrigo Franchim (Pedagogo TCEES Tigrinhos Comunidade)

Galeria de Imagens:

Praça Jardim São Marcos – Região dos Amarais

DSC03677 DSC03681 DSC03689 IMG_3092 IMG_3096 IMG_3098 IMG_3105 IMG_3106 IMG_3108 Leitura na Praça 22 page

Praça Vila Padre Anchieta

IMG_1220 IMG_1232 IMG_1255 IMG_20141019_101308474_HDR IMG_20141019_101619878 IMG_20141019_104611396_HDR IMG_20141019_104801614_HDR IMG_20141019_104953795 IMG_20141019_105301727 IMG_20141019_105636703_HDR page

Praça – Região Campo Grande

20141019_095522 20141019_095609 20141019_095818 LEITURA 1 LEITURA 2 LEITURA 4 LEITURA 5 LEITURA 9 LEITURA 10 LEITURA 13 page

logo-juntos-internacional-e-alvorada.png

Mídia destaca atuação do Rotary no combate à pólio.

Campinas Alvorada - Logotipo Rotary_alta

Caros Amigos:

Nos últimos dois meses, recebemos uma grande cobertura da mídia por nossa atuação no combate à paralisia infantil. Estão de parabéns o Rotary International, as Comissões Nacionais Pólio Plus e todos os apoiadores da causa!

 Destaques: 

The Battle to Eradicate Polio in Pakistan

TIME

29 de julho

A entrevista do presidente da Comissão Pólio Plus do Paquistão, Aziz Memon, foi centrada no trabalho do Rotary no país.

 

World Looks Anxiously To Pakistan, Afghanistan And Nigeria To Eradicate Polio

Forbes

21 de julho

Presidentes das Comissões Nacionais dos três países endêmicos (Paquistão, Afeganistão e Nigéria) participaram de uma entrevista ao vivo on-line para falar sobre os trabalhos de erradicação em suas nações.

 

The long fight against polio

Bild der Wissenschaft

Julho

O artigo desta revista alemã, com mais de 500.000 leitores, identifica o Rotary como um dos principais combatentes da doença.

 

Nigeria Hopes to Eradicate Polio Despite Insurgency

Reuters

15 de julho

Tunji Funsho, presidente da Comissão Pólio Plus da Nigéria, fala dos avanços do país para se livrar da paralisia infantil.

 

Interview with Angelique Kidjo

South Africa Broadcast Corporation (SABC)

24 de julho

SABC entrevistou a cantora Angelique Kidjo, embaixadora da nossa campanha Falta Só Isto. Ela fez um apelo às africanas para apoiarem as vacinações e falou sobre o sucesso do Maior Comercial do Mundo.

 

Despite Insecurity, Polio Drops 85% in Nigeria

Voice of America

21 de julho

A história é baseada numa entrevista radiofônica com o vice-presidente da Comissão Pólio Plus da Nigéria, Kazeem Mustapha. É dado destaque às novas estratégias de segurança no país.

 

New polio fears amid barriers to global eradication

Reuters TV

30 de junho

Um dos nossos embaixadores da campanha Falta Só Isto, o sobrevivente da pólio Itzhak Perlman, fala a favor da erradicação da doença.

 

War on polio: A call to African mothers

Al-Jazeera

24 de junho

Mais uma vez uma entrevista com Angelique Kidjo. Para a Al-Jazeera, a cantora do Benin escreveu artigo pedindo às mães africanas que levassem seus filhos para serem vacinados.

 

Atenciosamente,

John Hewko,

Secretário-geral

Rotary International

slide1.jpg

Discussão sobre a falta de água em São Paulo flui à margem do principal problema.

Sem título

Com o colapso do sistema Cantareira–Paraíba–Piracicaba todos se perguntam onde estão os erros de planejamento de reservas, de estratégias de distribuição, de eficiência de consumo.

Se fizermos um cálculo do aumento da população e área urbana nos últimos 50 anos (a população quintuplicou de 1950 a 1999) e o crescimento do sistema de captação de água logo veremos que há uma enorme discrepância e que a captação não acompanhou o crescimento urbano. Daí por diante você já pode prever que as reservas também não cresceram proporcionalmente. Engenheiros têm que prever a dimensão de suas obras levando-se em conta eventos meteorológicos extremos que ocorrem a cada 100 anos. Isto definitivamente não foi feito.

Pior ainda é o descaso das autoridades insistindo em atrasar medidas mais eficazes de economia da água. Aqui é tudo abundante, inclusive o gasto de água.

O fato é que secas ocorrem.

Porém, outro fato é claro, a população Brasileira transformou seus rios em cloacas a céu aberto, que fluem bem ao lado das cidades sedentas por água! Vejam a qualidade da água do Tietê e do Pinheiros. É possível imaginar limpar aquela água para o consumo? Ora, a cidade de São Paulo nasceu onde nasceu justamente por que ela estava próxima à água, outrora limpa!

O fato é que fomos todos levados simplesmente a ignorar que a solução flui diariamente às nossas portas. Em outras cidades do mundo, rios que fluem pelas cidades fornecem água potável. Aqui não.

Várias foram as tentativas de solucionar os problemas de poluição dos rios da cidade de São Paulo. Ainda temos tempo e chance de tentar mais uma vez!

Alexandre Harkaly é criador do programa no IBD CERTIFICAÇÕES com acreditação para ISO GUIDE 65 e com organizações internacionais de acreditação. Levou esta empresa a atuar internacionalmente em 20 países. Formado em engenharia agrônoma, é especializado em agricultura orgânica e biodinâmica, destacando-se como um dos membros fundadores da ABD – Associação Brasileira de Agricultura Biodinâmica.

Publicado originalmente no site Mercado Ético.

O Rotary Club de Campinas Alvorada desde 2004 participa do Projeto Água Sustento da Vida, apoiando e financiando diversos projetos de plantio de mudas ao longo das áreas de preservação permanente da APA (Área de Proteção Ambiental) de Campinas.

apa campinas

As mudas recebem manutenção por dois anos e formam corredores ecológicos e auxiliam na contenção de terra contra assoreamento dos rios (assoreamento é o acúmulo de areia, solo desprendido de erosões e outros materiais levados até rios e lagos pela chuva ou pelo vento.)

Este Projeto é realizado em uma parceria do Rotary Club de Campinas Alvorada, Rotary Club de Latrobe (Estados Unidos) e ONG Jaguatibaia.

projetos sociais_água sustento da vida01

projetos sociais_água sustento da vida02

projetos sociais_água sustento da vida05

projetos sociais_água sustento da vida06

slide12.jpgimages

Totem da Paz – Rotary Club Campinas Alvorada em Wellington Florida – EUA

slide12.jpg

O Rotary Club de Campinas Alvorada inaugurou, em abril de 2014, um TOTEM DA PAZ na cidade de Wellington, no estado da Florida – EUA. Em 2008, o Rotary Club de Wellington Florida criou um parque publico maravilhoso, cheio de totens da paz e bandeiras de todo o mundo. O parque tem a finalidade e um clima para promover a paz mundial. Uma vez por ano, é realizada, no parque, uma festa chamada “Wellington Peace Festival” na qual o RC Wellington reconhece e realiza diversos projetos voltados a paz mundial. São realizados oficinas e torneios de pintura, desenhos e muitos outros. Agora, o Rotary Club de Campinas Alvorada faz parte desta celebração e se tornou o primeiro clube internacional a fixar seu totem no parque, juntamente com a Bandeira do Brasil. Este é um dos meios mais interessantes de propagarmos o entendimento entre as nações e a paz mundial.

Nosso clube foi brilhantemente representado por nosso companheiro Perry Krassner e sua esposa Mary Krassner.

Galeria de Imagens:

DSC_5974

Bugler-parkDSC_9331_2_copy_5

SIGN_&_FLAGS_copy_2DSC_0097_copy_5

DSC_0591_copy

DSC_5972

DSC_5985_2_copy

Rotary Club Campinas Alvorada has inaugerated a peace pole in Wellington, Florida. In 2008 the Rotary Cub Wellington Florida established a beautiful public park filled with peace poles and flags from all around the world. It is a one of a kind park  devoted to promoting world peace. Once a year there is a Wellington Peace Festival at the park aand uring this celebration the Wellington  Rotary Cub recognizes various projects aimed at promoting world peace.

There are essay contasts, paintingcontests and much more. Now the Rotary Club Campinas Alvorada has joined in the ceremonies.

The Campinas Alvorada Rotaryis the first internacional Rotary club to have its Peace pole planted and flag waving in Wellington’s Peace Park. It is a great way to foster world understanding and Peace.

rotary-club-campinas-alvorada-distrito-45903.pnghttp://www.rotarycampinasalvorada.com.br

Emergência Mundial – Poliomielite

novo logo RIoms

Organização Mundial da Saúde (OMS) decretou emergência sanitária mundial diante do risco de contágio da poliomielite.

Uma campanha financiada por Bill Gates e Rotary Internacional e que destinou à vacinação mais de US$ 11 bilhões havia conseguido limitar a pólio a apenas três países: Paquistão, Afeganistão e Nigéria. Os casos em Cabul e Abuja caíram em mais de 50% desde o início da campanha. Mas o mesmo não conseguiu ser feito no Paquistão e, nos últimos seis meses, o vírus se espalhou para a Síria, Iraque, Camarões, Guiné Equatorial, Etiópia, Israel e Somália.

No Brasil, não há registros de casos desde 1990.

Apesar de os casos de pólio terem sido identificados principalmente na África, Oriente Médio e Ásia, a entidade optou por decretar o estado de emergência como forma de combater sua proliferação e diante do risco de que a doença chegue a países que, com esforços de anos e milhões de dólares gastos, conseguiram erradicar o problema.

Entre as recomendações, a OMS pede que os países afetados ampliem as campanhas de vacinação e que deem às pessoas que estejam viajando documentos que identifiquem se elas foram de fato imunizadas.

O vírus, disseminado por fezes, ataca o sistema nervoso e pode causar paralisia em apenas algumas horas.

 Quem viaja deve ter vacina de pólio em dia.

Abaixo uma lista dos Países que registraram aumento de circulação do vírus da pólio:

Afeganistão

bandeira-do-afeganistão

Camarões

bandeira camaroes

Guiné Equatorial

bandera-de-guinea-ecuatoria

Etiópia

bandeira etiopia

Israel

bandeira-israel__40226_zoom

Nigéria

bandeira nigeria

Paquistão

bandeira paquistão

Somália

Bandeira Somalia

Síria

bandeira siria

 Todos devem estar com a carteira de vacinação em dia, recomenda o Ministério da Saúde. Para adultos que não sabem se foram imunizados na infância contra a doença, o mais seguro é tomar uma dose da vacina quatro semanas antes de embarcar.

Não há registro de casos de poliomielite no Brasil desde 1990, razão pela qual o País recebeu um certificado de eliminação da doença. O número de pessoas protegidas contra o vírus que provoca a doença também é bastante significativo. O Sistema Único de Saúde (SUS faz campanhas periódicas de vacinação com coberturas superiores a 95%. Em nota, o ministério afirmou que acompanha de forma constante a situação epidemiológica da doença em outros países.

 Fonte – CORREIO POPULAR B5

Campinas, terça-feira, 6 de maio de 2014.

Saiba  Como Ajudar

Veja ainda:

https://www.rotary.org/myrotary/pt/rotary-foundation

http://www.rotarycampinasalvorada.com.br/

slide12.jpg